quinta-feira, 9 de junho de 2011

100 Anos de Vitória - Lição 10 - 2º Trim. EBD 2011

“Até aos confins da Terra”
Por Telma Bueno - CPAD
Daniel Berg e Gunnar Vingren amavam a Deus e desejavam servi-Lo, não importando o lugar para onde Deus os enviaria. 
Esses corajosos jovens saíram da Suécia, sua terra natal, e foram para os Estados Unidos da América. Ali eles estudaram, trabalharam e serviram ao Senhor. 
Porém a chama missionária continuava a arder em seus corações.

Até que certo dia, durante o culto na casa de um irmão, Deus falou de modo bem claro aos jovens: “Vocês vão pregar a minha Palavra em Belém do Pará”. Belém do Pará, Brasil? Onde fica esse lugar? Os jovens não sabiam nada a respeito do Brasil. Eles tiveram que fazer uma pesquisa em uma biblioteca.
Daniel e Gunnar não estavam preocupados com o que iriam encontrar no Brasil, se a viagem seria longa e difícil. Eles só estavam preocupados com uma coisa — pregar e ensinar a Palavra de Deus. 
Os jovens precisavam de recursos para a viagem até o Brasil. Eles sabiam que Deus iria enviar o dinheiro, afinal foi o Senhor quem os chamou para sua obra. Com os recursos em mão, eles viajaram de trem até Nova York e ali embarcaram no navio que os traria ao Brasil. Não foi nada fácil deixar a família, os amigos, o trabalho. Eles, como Abraão, deixaram tudo para trás. Isso prova que os jovens confiavam em Deus.

Foram quatorze dias viajando de navio. Já pensou, quatorze dias vendo só água por todos os lados? Eles devem ter passados maus momentos, até que finalmente no dia 19 de novembro de 1910 o navio chega a Baía de Marajó e os missionários podem avistar Belém do Pará, a “terra prometida” pelo Senhor. 
Navio Saint Clement 
 Os missionários desembarcaram. Eles estavam cansados, porém sãos e salvos. E agora? Para onde iriam? Como se comunicar com as pessoas? Eles não falavam português, nem uma palavrinha. Então eles tiveram uma ideia. Seguir em frente e subir a rua, a atual Av. Presidente Vargas. Era uma avenida agradável, com vários palacetes e mangueiras. 
 
Belém do Pará - 1910
Eles seguiram caminhando até a Praça da República. Ali descansaram e aproveitaram para saborear algumas mangas. Depois, oraram pedindo a Deus que lhes mostrasse um lugar onde pudessem se hospedar. Deus providenciou um lugar para os missionários. Eles ficaram hospedados em um pequeno hotel.  
Os missionários, foram bem recebidos na Igreja Batista e pregavam a Palavra de Deus em várias igrejas evangélicas com a ajuda de um intérprete. Mas, logo, logo aprenderiam nosso idioma.

Os jovens trabalhavam pregando a Palavra de Deus e ensinando sobre a chama pentecostal. Os cultos eram bem fervorosos. A chama pentecostal ardia nos corações. Pessoas eram salvas em Jesus, eram curadas e batizadas no Espírito Santo. Deus estava operando maravilhas!

 A primeira pessoa a receber o batismo no Espírito Santo na Assembleia de Deus do Brasil foi uma mulher,  a abençoada irmã Celina de Albuquerque. 
Irmã Celina Albuquerque
Não demorou muito e as perseguições vieram.
Daniel Berg e Gunnar foram convidados a sair da igreja Batista. E agora, para onde iriam? Eles começaram a se reunir na casa de alguns irmãos até que passaram a ser chamados pelas pessoas de “Missão da Fé Apostólica”.  Estava nascendo ali a Assembleia de Deus do Brasil. O tempo passou, a igreja cresceu e se espalhou por todo território nacional, e hoje a Assembleia de Deus  é a maior denominação pentecostal do Brasil.  

1º templo das Assembléias de Deus

Daniel Berg e Gunnar Vingren serviram ao Senhor com amor e dedicação, até que no dia 29 de junho de 1933, na Suécia, Gunnar partiu para estar com o Senhor no céu. Trinta anos depois, com setenta e nove anos, no dia 27 de maio de 1963, Daniel também partiu para o céu. 
Daniel Berg e Gunnar Vingrem
Porém a obra do Senhor não parou. A Assembleia de Deus no Brasil continua a crescer e atualmente envia muitos missionários até “aos confins da terra” para que preguem a Palavra de Deus, anunciando que Jesus salva, cura, liberta, batiza no Espírito Santo, e em breve voltará!